Crianças poderão aprender a codificar com dinossauros dançarinos

0
27Feb


Quem diria que viria das eras mais remotas o incentivo necessário para que as crianças resolvam entrar de cabeça na onda da informática e aprendam a codificar? A linguagem de programação para computadores é apontada por vários especialistas como a nova alfabetização das futuras gerações. Por isso, faz sentido que empresas de brinquedos como a Mattel procurem explorar a tendência dessa nova linguagem em seus novos produtos.

Programando com dinossauros

Apresentar o universo da programação computacional de uma forma lúdica e interativa é a principal proposta dos dinossauros apresentados pela Mattel  na Feira de Brinquedos de Nova York. O evento é um dos principais expoentes dos negócios para o segmento de brinquedos; de lá saem os atrativos que chegam às prateleiras das lojas todos os anos.

Os dinossauros da Mattel são personagens retirados de Jurassic World e foram desenvolvidos pela Kamigami, empresa que já há algum tempo vem apresentando excelência na produção de robôs de brinquedo.


A tecnologia por trás dos dinossauros

Os dinossauros são capazes de operar por Bluetooth e atendem a comandos definidos por um aplicativo disponível para iOS e Android. O grande atrativo, no entanto, é que os comandos não são dados por um simples botão, mas por códigos. 

Por meio de uma sequência simples de códigos, é possível fazer com que os dinos se movimentem, acendam luzes, façam barulho e até mesmo dancem. Por isso, os animais conseguem instigar a curiosidade e a inteligência das crianças. Se os códigos não forem operados corretamente, o brinquedo não responde ao comando.

Porém, caso a lógica de código seja dominada pela criança, o que se tem é um dinossauro que impressiona  pela aparência realista dos seus movimentos.

Outra parte bastante interessante é que, mesmo com esse apelo à fantasia, é possível ter uma visão ampla sobre o funcionamento do brinquedo, o que instiga ainda mais as crianças ao mundo da tecnologia. 

A carga de bateria dos bichinhos fica por conta de uma microentrada para cabos USB, e ele chega ao mercado custando cerca de US$ 59,99.

Fonte: //www.tecmundo.com.br/cultura-geek/127374-criancas-aprender-codificar-dinossauros-dancarinos.htm

Comentários (0)

Deixe seu comentário